Metodologia ágil: o que é? Tipos (Scrum, Lean etc.), exemplos e melhores práticas

Metodologia ágil: aumente o desempenho de seus projetos

Metodologia ágil capa

O que é o método ágil?

Este método de gestão de projetos é cada vez mais utilizado pelas empresas tanto para desenvolvimento de softwares quanto aplicado a diversos outros projetos.

Se as palavras scrum, lean, sprint, método kanban ou product owner são tão estranhas quanto o alfabeto chinês, fique tranquilo: no final do artigo, você saberá o que é a metodologia ágil e como escolher o seu entre os diferentes métodos ágeis existentes.

Como implementar a metodologia agile na sua empresa? Mostramos 6 melhores práticas de gestão ágil de projetos.

Selection of software for you

monday.com

monday.com
A plataforma mais intuitiva para gerir projetos e equipes
Visite o Site
View software

Wrike

Wrike
Software de gerenciamento de projetos confiável
Comece grátis
View software

Kizeo Forms

Kizeo Forms
Mude para formulários digitais personalizados e móveis!
Visit Website
View software

O que é uma metodologia ágil?

Metodologia ágil é uma abordagem colaborativa, iterativa e incremental aplicada à gestão de projetos. Diz-se que é ágil porque leva em conta tanto as necessidades iniciais como as geradas ao longo de todo o processo.

 

Demonstrando Metodologia Ágil

©️ manurenaux.wp.imt.fr

Esta metodologia de gestão de projetos surgiu num momento em que as falhas e atrasos dos projetos de TI eram particularmente elevados, uma vez que as metodologias lineares e preditivas do tipo cascata, tais como o método Waterfall ou o ciclo V, não dão muito espaço aos imprevistos e mudanças.

Resultado? As equipes de projetos se vêem confrontadas com o efeito túnel: elas percebem tarde demais que há problemas ou que o produto não atende (ou não atende mais) às expectativas. Podendo acarretar em atrasos e gastos além do planejado.

 

Efeito túnel na metodologia ágil

©️ manurenaux.wp.imt.fr

A abordagem ágil

Iteração é repetir um processo até que um resultado desejado seja alcançado. A idéia é desenvolver uma primeira versão funcional de parte do produto. Esta versão não será a final, mas suficiente para ser usada pelos usuários, funcionando como teste em condições reais. Assim, identificando bugs ou necessidades o mais rápido possível.

A prática incremental induz o desenvolvimento do produto peça por peça. Os métodos em cascata dividem o projeto horizontalmente, ou seja, etapa por etapa. Em ágil, a abordagem incremental vertical visa construir elementos sucessivamente funcionais.

A imagem abaixo ilustra ambos conceitos:

Iteração e Incremental na Metodologia Ágil

© medium.com

Exemplo de metodologia ágil

Vejamos a construção de um carro:

  • com uma abordagem horizontal: você constrói as rodas, depois a carroçaria, o motor, os faróis, o motor etc.;
  • com uma abordagem vertical: um carro minimalista que funciona graças aos elementos essenciais, depois melhoramos cada elemento já construído, só depois adicionamos os elementos secundários (bancos macios, pintura, faróis, GPS, etc.).

Exemplo de metodologia ágil

© Henrik Kniberg

Como surgiu a metodologia ágil? O Manifesto Ágil

Princípios e objetivos do Manifesto Ágil

Em 2001 um grupo de 17 desenvolvedores se reuniram para compartilhar e formalizar suas melhores práticas. Nascia o Agile Manifesto.

O objetivo? Incentivar a melhoria do desenvolvimento de software, confiando em quatro valores:

A gente privilegia...✅ Mais que…❌
as pessoas e as interações os processos e as ferramentas
os softwares operacionais uma documentação completa
a colaboração com os clientes a negociação contratual
a adaptação às mudanças seguir um plano rígido

Os 12 valores do Manifesto Ágil

  1. a satisfação do cliente, a prioridade máxima;
  2. abertura às demandas e mudanças, que dão valor ao projeto;
  3. entregas frequentes com base em ciclos curtos;
  4. estreita cooperação, mesmo em co-construção, com os usuários;
  5. um ambiente de trabalho motivador que incentiva a autonomia;
  6. A comunicação face a face é preferida, pois é mais rica e eficaz;
  7. entregas de elementos operacionais apenas
  8. um ritmo sustentável e constantemente adaptado aos autores do projeto;
  9. uma qualidade técnica da equipe para se adaptar sempre;
  10. simplicidade, indo ao essencial e minimizando todo o trabalho desnecessário;
  11. uma equipe autônoma, que se organiza para um melhor desempenho;
  12. adaptação regular de métodos, processos e ferramentas para aumentar a eficiência.

Por que trabalhar em modo ágil?

A gestão ágil de projetos traz:

  • grande flexibilidade: o inesperado é melhor levado em conta e administrado, consequentemente você será mais reativo;
  • uma relação de confiança e colaboração entre a equipa e o cliente, graças à frequência e regularidade das trocas;
  • visibilidade em tempo real do progresso do projeto, graças a um controle de qualidade constante. O cliente pode pedir ajustes ao longo do projeto e você será capaz de efetuá-los;
  • melhor controle de custos. Após cada etapa, a equipe faz um balanço do orçamento consumido para: continuar, suspender ou cancelar certas tarefas, ou mesmo o projeto.

Tipos de metodologia ágil

Abaixo elaboramos uma descrição das metodologias ágeis mais utilizadas, para ajudá-lo a escolher a que melhor lhe convém.

Extreme Programming (XP)

Junto com o Scrum, é um dos métodos ágeis mais utilizado.

Deve o seu sucesso ao fato de levar ao extremo os valores do método, o que permite uma grande flexibilidade. Com o XP, há pouco espaço para discrepâncias entre expectativas e resultados:

  • especificações funcionais apenas de elementos importantes;
  • iterações curtas e rápidas;
  • integração do cliente no projeto;
  • valores importantes (coragem, respeito, comunicação, feedback e simplicidade);
  • planejamento bem flexível;
  • estimativas orçamentais a curto prazo;
  • aprendizagem contínua;
  • pares de desenvolvedores para revisão de código em tempo real.

👉 Para quem? Equipes de até 12 desenvolvedores.

Lean

Com o Lean, a idéia é maximizar a qualidade, evitando o desperdício de recursos humanos, financeiros e de tempo através do:

  • Produção "just in time";
  • menos estoques;
  • controle de prazos;
  • maximizando a qualidade (reduzindo defeitos);
  • gestão de competências;
  • uma redução nos custos.

👉 Para quem? Indústrias do tipo automotivo e qualquer tipo de estrutura, especialmente aquelas com poucos recursos.

Crystal Clear

O método Crystal Clear é caracterizado por uma estrutura muito leve, mas com um alto nível de visão e recomendações. Poucas coisas são planejadas, mas há algumas regras a seguir:

  • uma equipe composta por um arquiteto e dois a sete desenvolvedores com uma área dedicada com quadros brancos e notas post-it (Kanban);
  • acesso direto aos usuários;
  • entregas mensais (sprints mensais);
  • comunicação fluida e informal;
  • uma visão clara e conhecida por todos;
  • reflexões regulares para melhorar;
  • testes automatizados.

👉 Para quem? Pequenas equipes de até 6 desenvolvedores.

Feature Driven Development (FDD)

Focado no design e desenvolvimento, foca mais tempo para a fase de design, a fim de limitar os riscos de se ter uma idéia longe do resultado final (graças a um diagrama UML - Unified Modeling Language). É caracterizado por:

  • seis papéis-chave;
  • uma segmentação do projeto (escopo, lista de funcionalidades etc.);
  • um alto nível de envolvimento do usuário final;
  • acompanhamento de perto com ferramentas de gerenciamento de projetos;
  • uma ênfase no produto final.

👉 Para quem? Uma equipe de até 20 desenvolvedores

Dynamic System Development Method (DSDM)

Este método requer um estudo de viabilidade, que pode ou não validar o projeto, seguido de um relatório e especificações funcionais. É baseado em:

  • usuários envolvidos desde o início do projeto;
  • a autonomia da equipe;
  • entregas regulares e visão geral do projeto;
  • um desafio permanente;
  • testes contínuos;
  • ótima cooperação de equipe.

👉 Para quem? Adaptável, pode ser aplicado em qualquer tipo de estrutura.

Scrum

O mais utilizado. Detalhes mais abaixo.

👉 Para quem? Equipes de 5 a 10 pessoas.

Metodologia ágil: Scrum

O que é o Método Scrum?

Uma verdadeira framework (estrutura) de gestão de projetos, Scrum coloca a mudança no centro de seu desenvolvimento: se houver qualquer desvio, em relação ao objetivo, durante as fases de implementação do projeto, então adapta-se para atender às novas necessidades.

ℹ️ Originalmente projetado especificamente para equipes de desenvolvimento e seus projetos técnicos, o método Scrum é também aplicável a qualquer tipo de negócio ou projeto, especialmente marketing.

Se o Scrum é o método ágil mais utilizado, é porque é um método de fácil implementação, e baseado em uma abordagem empírica, permitindo que o método seja adaptado à medida que avança.

Os papéis dentro do método Scrum

Há uma clara divisão de papéis dentro da metodologia ágil Scrum. As principais funções são:

  • o Product Owner: tipo de gerente de projeto, ele carrega a visão do produto;
  • o Scrum Master: ele é o garante do método e dos valores Scrum;
  • a Equipe: é ela quem faz o produto.
Função Papel
👤 Product Owner
  • representa os interesses do cliente;
  • intervém na parte funcional;
  • define as funcionalidades do produto final;
  • redefine as prioridades das tarefas e os produtos específicos à medida que os sprints avançam.
👌 Scrum Master
  • como parte integrante da equipe, ele é o coordenador do projeto;
  • garante a aplicação da metodologia Scrum pela equipe;
  • promove a interação, o trabalho independente e a comunicação;
  • Como um treinador, ele ajuda a equipa a avançar enquanto procura melhorar constantemente.
👥 Equipe
  • membros da equipe que trabalham no projeto,
  • experiência de como fazer (muitas vezes os desenvolvedores).

Como funciona um projeto com o método Scrum

O método Scrum divide um projeto em diferentes fases chamadas sprint ou iteração. A imagem abaixo ilustra as etapas e processos:

Metodologia ágil Scrum

© Shutterstock

Cada sprint deve tem uma duração de 2 a 4 semanas, e cada um deles deve ter a mesma duração.

O número de sprints e sua duração são definidos após o enquadramento do projeto, onde a visão do produto final, a lista de elementos a serem desenvolvidos (backlog) e o tempo necessário para desenvolvê-los são determinados.

Um sprint compreende 4 fases bem definidas que detalharemos a seguir.

Planejando o sprint

A equipe de desenvolvimento, o product owner e possivelmente o Scrum Master se reúnem para determinar :

  1. o objetivo do sprint, definível em uma frase simples que servirá como diretriz;
  2. os elementos do backlog que podem ser entregues, no que diz respeito às prioridades e ao tempo necessário para a sua conclusão;
  3. o inventário das tarefas a serem realizadas para a entrega dos elementos.

A duração desta reunião depende do tempo do sprint, cada semana de sprint requer 2 horas de reunião.

Scrums diários

Todos os dias, a equipe de desenvolvimento reúne-se de pé, por até 15 minutos. Todos se expressam:

  1. o que eles fizeram no dia anterior,
  2. o que eles vão fazer hoje,
  3. os obstáculos que podem impedir o cumprimento de uma tarefa.

Estas reuniões ajudam a criar um espírito de equipe e encorajam um feedback regular, que é essencial para se ser ágil.

A revisão do sprint

Ocorre no final do sprint entre o product owner e as principais partes interessadas e permite:

  1. analisar cada incremento do sprint;
  2. para fazer um relatório de progresso e adaptar o backlog, se necessário;
  3. determinar se a funcionalidade desenvolvida é adequada para o Product Owner e para os usuários finais;
  4. para reajustar o resto do projeto, se necessário;
  5. rever o desempenho do sprint e quaisquer dificuldades encontradas;
  6. discutir o conteúdo do próximo sprint.

Normalmente, 1 hora de reunião por semana de sprint.

A análise do sprint

Este encontro, liderado pelo Scrum Master, permite analisar o percurso do sprint que acaba de terminar, de modo a aprender lições para que o próximo sprint possa ser ainda mais eficiente.

A idéia é que todos contribuam com suas idéias para o plano de ação de melhoria.

Esta reunião não dura mais de 3 horas para um sprint de 4 semanas.

Como implementar a metodologia ágil: 6 melhores práticas

  1. Faça testes regularmente, a melhor forma de compreender as necessidades dos usuários e clientes é permitir-lhes testar (em situação real), o produto à medida que o desenvolvimento avança;
  2. Esteja aberto a mudanças, mudanças precisam ser consideradas mais como oportunidades do que obstáculos.
  3. Boa comunicação, prefira a comunicação direta face à face ao invés de via ferramentas ou chats. Não dê oportunidade para maus entendidos e interpretações erradas;
  4. Foque no essencial para o produto, adote uma abordagem minimalista e dê prioridade as funcionalidades essenciais, evita o desperdício de tempo e recurso!
  5. Procure melhorar continuamente, guarde os métodos "vencedores" e rejeite os menos eficientes, visando a implementação global;
  6. Domine a gestão do projeto, não há nada como um software de gerenciamento de projetos para ter uma boa visão geral, e até mesmo usar ferramentas ágeis. Abaixo listamos alguns.

O software de gerenciamento de projetos CA Clarity PPM promove uma abordagem ágil ao integrar um quadro kanban, por exemplo

A plataforma colaborativa monday.com está perfeitamente adaptada à metodologia ágil, inclusive com gestão de papéis Scrum, gestão do backlog e à visão Kanban.

Outra plataforma dos moldes do Trello é o runrun.it, com um ótimo visual e funcionalidades que farão da gestão do seu projeto mais ágil e dinâmica.

No caminho para maior agilidade

O principal desafio é ter uma entrega adiantada e contínua, para satisfazer o cliente num ambiente que tende a tornar-se mais complexo (concorrência, evolução do mercado, etc.).

As metodologias ágeis tornam possível desenvolver e entregar um software de valor agregado, ao mesmo tempo em que se adapta às mudanças em seu ambiente.

E você, adotou a cultura ágil na sua organização? O que acha? Se ainda não adotou, quais são os seus obstáculos? Compartilhe com a gente suas experiências.

Selection of software for you

Aircall

Aircall
O Sistema de Telefonia integrado ao seu CRM Favorito
Teste Aircall gratuitamente
View software

Beekast

Beekast
Effective and dynamic meetings
Visit Website
View software

Webmecanik

Webmecanik
Software de automação de marketing Open Source
Visitar website
View software
Comment on this article

Comentar